erasmusSmall Exames Nacionais 2019    EduInc logo2   AAValiacao  

Inovação e Empreendedorismo ganham na Ferreira de Castro com Iniciativa Internacional

Alunos do Curso de “Técnico de Gestão” da Ferreira de Castro ganham viagem/participação em Campus de Empreendedorismo em Barcelona

Respondendo ao desafio lançado pela Fundação "la Caixa" e pelo Banco BPI, alguns grupos de jovens do Agrupamento de Escolas de Ferreira de Castro envolveram-se no programa educativo Jovens Empreendedores no consequente concurso escolar “Desafio Empreende”. Das três equipas Portuguesas selecionadas para participar nas ações desenvolvidas no Campus “Desafio Empreende”, uma equipa é da escola.
scan0133_1.jpgO Campus “Desafio Empreende” é uma experiência educativa de 4 dias, que reúne em Barcelona 42 equipas (37 a concurso) formadas por mais de 200 estudantes e 40 professores provenientes de Portugal, Espanha, Colômbia e Peru. No presente ano letivo entre 8 e 11 de maio, os participantes partilharam uma residência, onde realizaram vários workshops, que visavam desenvolver competências empreendedoras relacionadas com o projeto no qual o grupo trabalhou durante o presente ano letivo com o programa “Jovens Empreendedores”.
Dos 1232 projetos a concurso uma equipa composta de cinco alunos do 3.º ano do Curso Profissional “Técnico de Gestão”, José Henrique Moreira, Francisco Miranda, Rafael Bastos, António Manuel Silva e João Andrade foi selecionada para participar no Campus com a sua ideia do “TechnoTrash”. Os projetos foram valorizados relativamente à originalidade, sustentabilidade, clareza e pertinência.
Quatro alunos desse grupo e a professora de Gestão que os acompanhou na formulação e submissão do projeto, Ana Paula Silva, viveram 4080 minutos de intenso convívio com aprendizagens colaborativas e ativas. Estes assistiram e participaram em workshops e conferências para aperfeiçoar os seus projetos aprendendo a criar um aplicativo (APP) para telemóveis, como contar estórias criativas, desenvolveram modelos de gestão, estimularam novas competências de comunicação e criaram projetos de empreendedorismo social procurando aumentar a sua competência e espírito empreendedor. A motivação final será poder ser uma das cinco equipas que ganhará uma viagem de formação a Silicon Valley nos E.U.A.
Os objetivos do Campus são múltiplos e aliciantes. Entre outros esta iniciativa pretende facultar uma experiência de convívio com pessoas de diversas proveniências geográficas, com uma formação disruptiva e com uma aprendizagem com diferentes métodos de trabalho; e impulsionar e dar visibilidade à educação empreendedora como uma formação que permite desenvolver o conjunto das competências essenciais para a vida.20190510_091258.jpg
O processo de aprendizagem promovido no Campus baseia-se em metodologias ativas e procura favorecer o desenvolvimento das competências essenciais para a vida. Promove, particularmente, a competência de “Sentido de iniciativa e espírito empreendedor”, que consiste no desenvolvimento das capacidades de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, no pensamento crítico e sentido de responsabilidade, na gestão de alterações e a incerteza, na liderança e trabalho em equipa, na criatividade e inovação, bem como na gestão de projetos e na atitude proativa.
Durante os quatro dias do programa o convívio e a troca de experiências foram uma constante. Reinou a boa disposição e a entreajuda entre as equipas presente; é de salientar o clima positivo e de solidariedade criado entre as equipas portuguesas a participarem.
Contrariando situações de stress e sobre fortes pressões de tempo, os jovens que representaram a nossa escola elaboraram o seu Pitch; tendo-o apresentado, em língua Inglesa, no último dia de trabalho no passado sábado de manhã. Verificou-se uma constante evolução no decorrer do Campus. Num auditório repleto de jovens, professores, EmpreendeCoaches e júri, os alunos da “TechnoTrash” foram um “furor” a defenderem o seu projeto social.
Os quatro jovens da Escola Secundária de Ferreira de Castro foram efusivamente elogiados pelo seu EmpreendeCoach, Roberto Lepori, empresário de Barcelona que os acompanhou e motivou durante todo o Campus. O projeto da “TechnoTrash” defendido pelos alunos desta escola visa revolucionar o sistema de recolha do lixo reciclável.
Todas as equipas participantes do concurso foram exemplos de como uma ideia simples pode ser amadurecida e resultar em uma futura solução / inovação empresarial ou social. Os projetos apresentados visavam resolve um problema ou uma necessidade detetada.
O repto do concurso foi encarrado pelos docentes do Agrupamento como um meio de promover o empreendedorismo. Procura também dar a conhecer aos alunos o mundo real empresarial e estimular-lhes características normalmente atribuídas a um bom profissional e líder. Ou seja, os alunos desenvolvem espírito de iniciativa, a predisposição para o risco, o dinamismo, a criatividade, a proatividade e a capacidade de inovação quando se envolvem neste tipo de iniciativas.
O Agrupamento dá os parabéns aos alunos que participaram, salientando não só o seu empenho e dedicação, a preocupação pela sociedade que integram, bem como, a criatividade e a capacidade de inovação que demonstraram ser possível estimular mesmo ao nível de jovens estudantes que frequentam o ensino secundário, neste caso um curso profissional.


 
Go to top