Prémio de Eletrónica da SYNOPSYS para alunos do 11.º ano TGPSI

kit sinopsys Manuel Teixeira

 

Quatro equipas do 11.º TGPSI foram selecionadas para receberem quatro dos vinte prémios de eletrónica da SYNOPSYS.


Os alunos premiados, António Valente, Hélder Martins, Rui Soares, Emanuel Silva, Miguel Oliveira, Diogo Horta, Vinicius Rocha, Gabriel Barbosa, Guilherme  Rúben Tavares, Bernardo Gonçalves, Diogo Lopes e Gabriel Paulo, 
destacaram-se pelas propostas criativas e promissoras, reconhecidas pela SYNOPSYS que as premiou com kits de eletrónica, proporcionando recursos necessários para o desenvolvimento efetivo dos projetos.

A turma do 11.º TGPSI, no âmbito das disciplinas da componete tecnológica do seu curso, tem participado no projeto Apps for Good, sob a orientação dos professores Manuel Teixeira, Isabel Louro e Margarida Cruz.


Neste contexto, a turma abraçou o desafio proposto pela Electronics for All, apresentando várias ideias de soluções eletrónicas, alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Esta iniciativa não apenas reconhece o mérito destes alunos, mas também fomenta a inovação e a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos durante o curso.

Projeto interdisciplinar do AE Ferreira de Castro apresentado na Universidade de Aveiro como boa prática de uso do Digital

 digital

 

(clicar na imagem para visualizar a apresentação)

No dia 09 de fevereiro, no  Evento Regional de Capacitação Digital das Escolas. "Transformação de Contextos com o Digital: desafios e oportunidades" , que decorreu na Universidade de Aveiro,  a subdiretora do Agrupamento de Escolas Ferreira de Castro, Elisabete Tavares, apresentou o projeto interdisciplinar do Domínio de Autonomia Curricular do 11.º A (atual 12.º A) como exemplo de boa prática de uso do digital. 
 
O público presente elogiou o projeto, enfatizando a centralidade dos alunos como produtores de conteúdos educativos e mentores digitais e o trabalho de articulação existente entre alunos de um curso científico-humanístico e do curso profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. 

simulacro

No último dia do mês de janeiro, realizou-se o exercío de Simulacro de Incêndio da Escola Básica e Secundária Ferreira de Castro o qual contou com a colaboração da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários e da Guarda Nacional Republicada. 

Tal como previsto, no Simulacro testaram-se todos os procedimentos a realizar em caso de alarme, nomeadamente a evacuação do edifício, incluindo a verificação dos sistemas de alarme, dos percursos e dos procedimentos a seguir no Ponto de Encontro. Explicitou-se igualmente a função dos "chefes de fila" e dos "sinaleiros" 

 De acordo com a regulamentação em segurança contra incêndios em vigor, os exercícios de simulacros para os edifícios escolares devem ser realizados todos os anos, sendo antecedidos de formação preparatória de todos os elementos da comunidade educativa de modo a que cada um saiba exatamente qual a sua função e como proceder. 

No final, o coordenador da segurança do Agrupamento e as forças da Proteção Civil participantes procedem à avaliação do exercício com o objetivo de melhorar eventuais fragilidades.